Espumas D45

Sofás e colchões são os móveis mais difíceis de se escolher, principalmente se você não puder ir até a loja e fazer um teste, literalmente para saber como eles vão se aconchegar ao seu corpo. Apesar de não ter a mesma eficiência que a experimentação, conhecer e entender as diferenças entre as densidades e espessuras das espumas e como ela vai se comportar para quem a utiliza é de grande ajuda para quando for escolher o melhor sofá ou colchão para sua casa.

Dormir bem fortalece o sistema imunológico e nos deixa livre de doenças. No entanto, o local em que repousamos o corpo deve ser adequado a nossa estatura e biotipo. Caso contrário, a noite de sono pode virar um verdadeiro pesadelo. Nesse sentido, conhecer as densidades de colchão é essencial para adquirir um produto de qualidade.

Muita gente acredita que quanto maior a densidade, mais duro será o colchão. Saiba que essa informação não é verdadeira e, portanto, você não deve guiar a sua escolha por esse pensamento.

O que é densidade da espuma?

Estabelecida pelas normas ABNT e Inmetro, a densidade do colchão é um termo técnico que se refere a quantidade de matéria-prima utilizada por metro cúbico. Por exemplo, um colchão com densidade 45 (D45) precisou de 45 quilos de espuma por m³.

Mas qual a importância desta informação? Bom, quanto mais espuma utilizada na confecção do produto, maior será o peso que ele suportará. Assim, a densidade está diretamente ligada ao biotipo e a altura do usuário.

No entanto, isso não quer dizer, porém, que um colchão D45 suporta apenas uma pessoa a partir dos 91 quilos. Lembre-se de que essa quantidade se refere apenas a um metro cúbico de espuma. A verdade é que um produto com essa densidade pode ser usado por um usuário com peso que varia de 91 a 150, dependendo de sua altura.

A altura é importante porque a densidade do colchão é calculada levando em consideração um indivíduo deitado. Assim, o peso é distribuído em diversos pontos. Por essa razão, uma pessoa que mede de 1,61m a 1,70m e pesa 91 quilos a 100 quilos necessita da mesma densidade — nesse caso, D45 — que um indivíduo com peso de 100 e mais de 1,90 de altura.

Na hora de conferir as características e especificações do sofá ou do colchão para a cama, você irá se deparar com indicações como D28, D33 ou D45. Essa sigla representa a densidade da espuma do sofá e determina diretamente a sua maciez e resistência.

O número na sigla define a medida em g/cm³, que basicamente é uma divisão de quanto peso cada cm³ consegue suportar. No caso do D45, são 45 g/cm³. Convertendo isso para peso, indica mais ou menos que o móvel é indicado para pessoas com peso entre 91 kg e 150 kg.

Densidade vs maciez

Quanto maior a densidade, mais rígida será a espuma do sofá. Por isso, é preciso sempre ponderar na hora que for realizar a compra. Para conseguir manter a maciez sem sacrificar a densidade adequada para que o móvel consiga suportar o uso diários sem sofrer deformações, muitos modelos utilizam as tecnologias soft e hipersoft.

Basicamente essa tecnologia é uma combinação de espumas, com uma camada de uma espuma com densidade menor sobre a estrutura, de forma parecida com um pillow top. Caso o modelo escolhido possua essa opção, não hesite em comprar.

Além da densidade e da tecnologia soft, existem componentes em sua estrutura, como molas e percintas (tiras de borracha fixada sob a espuma para gerar maior sustentação) que podem contribuir com a maciez e durabilidade do móvel.

Filtros

Tabela  Lista

Filtros

Tabela  Lista

Filtros

Tabela  Lista

2019 © Direitos Reservados